NOVO SISTEMA DE DISPOSIÇÃO

DE REJEITOS DA MINERAÇÃO USIMINAS

SAIBA MAIS

O que é o projeto?


A Mineração Usiminas protocolou o pedido de licenciamento ambiental para a implantação de um novo Sistema de Disposição de Rejeitos na unidade de Itatiaiuçu (MG).

Esse projeto tem como objetivo aprimorar técnica e ambientalmente a destinação dos rejeitos do processo produtivo do minério de ferro. Uma vez licenciado, será um dos primeiros grandes empreendimentos do gênero no país a utilizar a tecnologia.

Como funciona?


Os materiais serão enviados para uma Planta de Filtragem, composta basicamente por processo de espessamento e a filtragem propriamente dita. A água originada no processo será recirculada, retornando para a Flotação como água de processo, enquanto a torta de rejeitos filtrados será transferida por meio de uma correia transportadora que formará a pilha intermediária. Desta pilha, os rejeitos filtrados serão transportados por caminhões para a área do empilhamento a seco, onde tratores e rolos serão utilizados para espalhar e compactar o material.

Quais os principais benefícios?


O novo sistema vai elevar o nível de recirculação de água no processo produtivo, uma vez que não haverá perdas do insumo por infiltração e evaporação. Adicionalmente, parte da água que fica retida junto com o rejeito no reservatório da barragem, passará a recircular diretamente para a planta, uma vez que o sistema de filtragem aumentará a concentração de sólidos no rejeito final, dos atuais 45% para aproximadamente 88%.

O processo de empilhamento do rejeito filtrado também tem como diferenciais:

  Menor área para disposição dos materiais;
  Mais segurança no processo;
  Possibilitar ações imediatas de controle de impactos.

À medida que vai sendo formada, a pilha vai simultaneamente sendo revegetada para fins ambientais e geotécnicos. A nova metodologia apresenta ainda maior vida útil da estrutura, eleva os níveis de recuperação de água, bem como oferece maior controle e estabilidade das estruturas de disposição.

Investimento de

R$140 milhões

Estimativa de criação de

300 postos de trabalho

durante as obras e 50 em caráter permanente

Prazo de conclusão:

12 meses

após obtenção do licenciamento